• Diair Portes

Cooperativa Bom Jesus realiza Treinamento da Cultura de Cevada


Nesta terça-feira (02/06) colaboradores da Cooperativa Bom Jesus participaram do Treinamento da Cultura de Cevada. O curso foi realizado no entreposto da Lapa.

O presidente da cooperativa, Luiz Roberto Baggio, iniciou as atividades do dia falando sobre a importância da produção de cevada como cultura de inverno na região e a participação brasileira no cenário mundial de produção do cereal.

De acordo com informações da Embrapa, o comércio internacional de cevada é de, aproximadamente, 16 milhões de toneladas. O Brasil ocupa a 16ª posição entre os produtores mundiais, com média de 300 mil toneladas do cereal ao ano, mas sobe para o 7º lugar no quesito importações, com a produção nacional suprindo apenas 35% da demanda das maltarias.

Ainda conforme estudos, na projeção de cenários do relatório Outlook Brasil/Fiesp, que divulga projeções do agronegócio brasileiro, a demanda doméstica de cevada deverá crescer 53% até 2022.

O pesquisador da Embrapa, Euclydes Minella, falou no treinamento sobre a história da cevada no Brasil e a utilização do cereal no país. O consumo de cevada deverá aumentar a cada ano, principalmente no consumo animal de silagem e ração. Indiferente da qualidade do malte, a cevada tem sido importante alternativa nos momentos de alta no preço do milho e da soja utilizados para alimentação animal. Na cerveja ou na ração, cevada é mercado certo sempre, avalia o pesquisador.

O programa de melhoramento de cevada realizado pela Embrapa existe há mais de 30 anos no Brasil e passou a integrar as principais bases de pesquisa da indústria cervejeira do mundo. A qualidade do material genético brasileiro ampliou a dimensão das parcerias com grandes indústrias de malte no cenário internacional.

Pesquisas realizadas pela Embrapa mostraram que além do aumento no rendimento médio nas lavouras comerciais de cevada em mais de 30 kg/ha/ano, também ocorreu aumento de 10% em grãos de primeira classe (melhor remunerada pela indústria cervejeira); redução de 2% no teor de proteínas e 3% de aumento no teor de extrato de malte (melhor qualidade e maior rendimento na cervejaria).

Origem da Cevada

A cevada é originária da Etiópia e do Sudeste Asiático, onde tem sido cultivada há mais de 10 mil anos.

A cevada era usada pelas antigas civilizações como alimento para pessoas e animais, bem como para produzir bebidas alcoólicas; a primeira receita conhecida para o vinho de cevada remonta ao ano 2800 a.C na Babilônia. Além disso, desde os tempos antigos a água de cevada tem sido utilizada para diversos fins medicinais.

Destinada a produção de cerveja, a cevada precisa apresentar uma série de características, entre as quais, germinação mínima de 95%, percentagem de grãos classe 1 acima de 85% e teor de proteína não excedendo 12%.

#cooperativismo #bomjesus #cevada

ENTRE EM CONTATO

Rodovia do Xisto, Br-476,Km-198, s/nº - Olaria

Lapa/PR 83.750-000  Fone: (41) 3622-1515

bomjesus@bj.coop.br

 ©‎ Todos os direitos reservados | Cooperativa Agroindustrial Bom Jesus - Tradição, Respeito e Constante Evolução