• Diair Portes.

Produção de batata faz parte da história da família


Para a colheita da safra das águas a expectativa da família Durau é positiva.

O produtor Cristiano Durau desde suas origens cultiva batata. Nesta safra ele fez o plantio em cinco alqueires e espera bons resultados. “Sempre investimos na agricultura e como a tecnologia ao passar do tempo favorece o produtor, sempre é preciso inovar nesse sentido”, comenta o cooperado que mora em Rodeiozinho, interior de Balsa Nova.

A família Durau sempre foi associada da Bom Jesus. Para a colheita da safra das águas a expectativa é positiva. A média dos anos ficou em 1200 sacas por alqueire. “Dependemos muito das condições climáticas e da disponibilidade de solo de boa qualidade para bons resultados da produção. Não penso em parar de trabalhar com essa cultura que faz parte da história da família há muitos anos. O produto está em boa fase e os resultados compensam no comércio, que também é outro fator que dita o andar da safra”, explica Cristiano.

A principal safra da cultura da batata nas principais áreas das regiões Sul e Sudeste do Brasil é a “das águas”, que é plantada entre agosto e dezembro e colhida a partir de novembro. O plantio "de inverno" é realizado de abril a julho e colhido entre julho e outubro, sendo praticado nessas mesmas regiões, em locais onde não ocorrem geadas, e depende de irrigações durante o ciclo de desenvolvimento da cultura.

A batata é cultivada em todas as regiões do mundo e predomina no hemisfério norte, onde se concentra metade da oferta. Cerca de 125 países a cultivam e mais de um bilhão de pessoas consomem batata. Entre os maiores produtores mundiais estão a China, Rússia, Índia, Ucrânia, Estados Unidos, Alemanha, Polônia, Bielorrússia, Países Baixos e a França.

A difusão do tubérculo em outros continentes ocorreu através da colonização realizada pelos países europeus, inclusive no Brasil. Inicialmente era cultivada em pequena escala em hortas familiares, sendo chamada de batatinha. Também ganhou o nome de batata inglesa, por ser uma exigência nas refeições dos funcionários vindos da Inglaterra para a construção de ferrovias.

#BomJesus #batata #BalsaNova #cooperativismo #assistênciatécnica #tubérculo

ENTRE EM CONTATO

Rodovia do Xisto, Br-476,Km-198, s/nº - Olaria

Lapa/PR 83.750-000  Fone: (41) 3622-1515

bomjesus@bj.coop.br

 ©‎ Todos os direitos reservados | Cooperativa Agroindustrial Bom Jesus - Tradição, Respeito e Constante Evolução