• Maria Beck

Boas práticas de inoculação de sementes


Boas práticas de inoculação de sementes colaboram para o sucesso no plantio da soja

O produtor que está na região sudeste do Paraná e aguarda o melhor momento de plantio da soja, neste caso a partir de outubro, e que já realizou as regulagens das máquinas deixando-as prontas para as operações no campo, precisam ficar atentos à inoculação das sementes.

A prática consiste em inocular as sementes de soja com bactérias do gênero Bradyrhizobium (grupo rizóbio) antes da semeadura, assim as sementes em contato com a bactéria, ficam em processo chamado inoculação. Feito isso, a bactéria aguarda a germinação e penetra nas raízes da soja, estabelecendo uma simbiose com a planta que culmina na formação de estruturas modificadas, chamadas nódulos, nas raízes das plantas. Nestes nódulos, ocorrem a fixação biológica de nitrogênio (FBN), onde a bactéria capta o nitrogênio (N) da atmosfera e disponibiliza a planta.

Nas lavouras de soja, a questão da fixação do nitrogênio é fundamental e deve ter toda a atenção do produtor. Isso porque o elemento é um dos principais responsáveis pela boa produtividade na sojicultura. Por isso, existem maneiras de garantir que ele seja fixado, visando o melhor aproveitamento possível pela planta.

O processo de Fixação Biológica do Nitrogênio (FBN) é capaz de fornecer todo o nitrogênio necessário para a soja atingir altos rendimentos e aumentar a produtividade. Mas é necessário que o agricultor siga alguns procedimentos no momento da inoculação das sementes para obter melhores resultados.

A procedência e qualidade do inoculante é o primeiro ponto a ser observado. Para isso, é preciso verificar se o produto tem registro no Ministério da Agricultura e se está dentro do prazo de validade.

O agricultor pode seguir alguns procedimentos no momento da inoculação das sementes:

- Adquirir inoculantes dentro do prazo de validade e certificar-se de que as condições de armazenamento do produto estejam adequadas;

- Realizar a inoculação apenas momentos antes da semeadura, evitando exposição ao sol e temperatura elevada;

- Avaliar cuidadosamente o funcionamento do equipamento de aplicação de acordo com cada produto inoculante a ser utilizado;

- Se for realizado tratamento de sementes com fungicidas, mais ainda o produtor deve realizar bem a inoculação, seguindo a recomendação técnica de cada produto comercial. O ideal é utilizar apenas sementes com alta qualidade sanitária e fisiológica;

Tomando estes cuidados, o produtor pode aumentar grandemente as chances de mais sucesso em sua lavoura, racionalizando seu custo de produção.

Produtores que possuem dúvidas sobre estas boas práticas de inoculação de sementes procurem os técnicos da Bom Jesus.

#SementesFibraBJ

#SementesFibraBomJesus #InoculaçãodeSementes #BoasPráticasSementesBJ

ENTRE EM CONTATO

Rodovia do Xisto, Br-476,Km-198, s/nº - Olaria

Lapa/PR 83.750-000  Fone: (41) 3622-1515

bomjesus@bj.coop.br

 ©‎ Todos os direitos reservados | Cooperativa Agroindustrial Bom Jesus - Tradição, Respeito e Constante Evolução