• Com informações do site Paraná Cooperativo

Presidente da Bom Jesus e lideranças cooperativistas discutem preços mínimos com diretoria da ANTT


Pontos da Política de Preços Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas, instituída pelo governo federal por meio da Medida Provisória 832, na semana passada, dentro das negociações para encerrar a paralisação dos caminhoneiros, motivaram a realização de uma reunião entre lideranças do cooperativismo brasileiro e diretores da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), ocorrida na tarde desta terça-feira (05/06), na sede da entidade, em Brasília. O deputado federal Osmar Serraglio também esteve presente no encontro.

Reconhecimento - “Houve uma forte sensibilidade e reconhecimento por parte da diretoria da ANTT sobre os impactos causados por essa MP ao setor produtivo, especialmente em relação às inconsistências das tabelas divulgadas e à necessidade de ajustes e revisões na remuneração do frete de retorno”, afirmou o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, que participou da reunião.

Nota técnica - Ainda de acordo com ele, a superintendência da Agência mencionou que será publicada, em caráter de urgência, uma Nota Técnica, com objetivo de esclarecer a metodologia aplicada na definição da tabela de frete. “A ANTT também pretende acelerar o retorno sobre as proposições demandadas, com a publicação, na próxima semana, de uma Portaria em Consulta Pública sobre os preços mínimos de frete, a fim de que sejam recebidas as contribuições do setor privado”, acrescentou Ricken.

Ministros - Após o encontro com os cooperativistas, os diretores da ANTT estiveram com os ministros dos Transportes, Valter Casimiro, e da Agricultura, Blairo Maggi, para tratar sobre o mesmo assunto.

Preparação - Antes da reunião na ANTT, representantes de cooperativas agropecuárias e de transporte estiveram reunidos com a gerente geral da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Tânia Zanella, com o propósito de harmonizar os principais itens de ajustes relativos aos preços mínimos para o transporte rodoviário de cargas. Na oportunidade, o Paraná esteve representado pelo presidente da Ocepar, José Roberto Ricken, que também é diretor da OCB e coordenador do ramo transporte na entidade nacional, pelo presidente da Cooperativa Bom Jesus e coordenador do ramo agropecuário na OCB, Luiz Roberto Baggio, e pelo coordenador de Desenvolvimento Cooperativo do Sescoop/PR, João Gogola.

Frente Parlamentar - Ainda na parte da manhã desta terça-feira, representantes da OCB também trataram sobre o tema com integrantes da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). Entre os itens discutidos estiveram a possibilidade das Confederações Nacionais da Agricultura (CNA) e da Indústria (CNI) ingressarem com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) contra a MP 832 e outras medidas jurídicas visando suspender a tabela de preços do frete e sua revisão.

Fonte e fotos: Paraná Cooperativo

#transpostes #cooperativismo

ENTRE EM CONTATO

Rodovia do Xisto, Br-476,Km-198, s/nº - Olaria

Lapa/PR 83.750-000  Fone: (41) 3622-1515

bomjesus@bj.coop.br

 ©‎ Todos os direitos reservados | Cooperativa Agroindustrial Bom Jesus - Tradição, Respeito e Constante Evolução