• Assessoria Cooperativa Bom Jesus

8 passos para a devolução de embalagens vazias

A implantação de unidades de recebimento de embalagens vazias de defensivos agrícolas segue os preceitos da Lei nº 9.974/00, que disciplinou a logística reversa desse material e estabeleceu responsabilidades compartilhadas entre agricultores, canais de distribuição, indústria e poder público.


A legislação brasileira determina que todas as embalagens rígidas de defensivos agrícolas devem ser lavadas com o objetivo de evitar a sua contaminação com produto residual. Além disso, os procedimentos de lavagem, quando realizados durante a preparação da calda, evitam desperdício do produto e reduzem riscos de contaminação do meio ambiente. A lavagem é indispensável para a reciclagem posterior do produto e deve ser feita conforme norma específica (NBR 13.968) da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).


Veja 8 passos para devolução de embalagens vazias


1. Agitar a embalagem antes do uso e fazer a tríplice lavagem logo após a utilização do produto;

ou pelo sistema sob pressão:


IMPORTANTE: Caso as embalagens tríplices laváveis, sejam devolvidas com resíduos/sujas, segundo a lei, podem encarecer em multas ao produtor.


2. As tampas das embalagens laváveis devem ser devolvidas separadas da embalagem;

3. As embalagens flexíveis (não laváveis) devem ser colocado no saco coletor (saco de resgaste);

4. Embalagens de produtos para tratamento de sementes, não precisam ser tríplices lavadas. Devem ser tampadas e devolvidas nas próprias caixas de papelão;

5. Devolver as embalagens vazias no local indicado na nota fiscal. Levar junto a nota fiscal de compra;

6. As caixas de papelão também devem ser devolvidas;

7. O prazo para a devolução é de um ano após a compra do produto;

8. Depois da devolução, guardar o comprovante por 1 ano, caso seja necessário numa eventual fiscalização do IAP.


Sustentabilidade

Essa campanha reforça a sustentabilidade das propriedades rurais pois as embalagens recolhidas passarão por processamento e virar novas embalagens no futuro.


Sistema Campo Limpo é o nome do programa brasileiro de logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas, no qual o inpEV atua como núcleo de inteligência. Ele abrange todas as regiões do país e tem como base o conceito de responsabilidade compartilhada: agricultores, indústria fabricante, canais de distribuição e poder público têm papéis e responsabilidades específicas no fluxo de funcionamento do programa, definidas por lei (inpEV).


A capilaridade das ações e a excelência na articulação entre os diferentes agentes da cadeia produtiva agrícola no Sistema fazem do Brasil uma referência mundial. O país é referência na destinação ambientalmente correta de embalagens vazias de defensivos, com uma média anual de 94% das embalagens plásticas primárias comercializadas (inpEV).


Para mais informações acesse o site do inpEV: https://inpev.org.br/index

Para informações sobre as coletas na região, basta entrar em contato com a Acodevali ou Assipar.

ENTRE EM CONTATO

Rodovia do Xisto, Br-476,Km-198, s/nº - Olaria

Lapa/PR 83.750-000  Fone: (41) 3622-1515

bomjesus@bj.coop.br

 ©‎ Todos os direitos reservados | Cooperativa Agroindustrial Bom Jesus - Tradição, Respeito e Constante Evolução