Qualidade do leite incentiva a produção

04/08/2015

 

O produtor Jairo Bertussi e a esposa Silvana são sócios da cooperativa há 13 anos. Moradores da Colônia Santana, interior de Paulo Frontin, eles produzem soja e milho, mas com o tempo viram a necessidade de ter mais uma renda no meio rural. “A safra tem época certa e num período do ano estamos parados, e como trabalhei com leite por muito tempo vi que esse produto tem sido rentável na região”, comenta o produtor.

 

Animada com o bom preço do leite, a família Bertussi decidiu continuar a produção. “Só a lavoura não é suficiente, é preciso inovar e manter alguma produção, outra fonte de sobrevivência. O leite tem nos mostrado bons resultados”, diz Rosilda.

 

Na propriedade, a área destinada as pastagens são 4 alqueires. Hoje o casal tem 18 vacas que produzem média de 250 lts por dia e até o fim do ano serão 25 animais. “Na parte do leite entregava a minha produção para outra empresa. A partir do momento que comecei a entregar o leite para a Bom Jesus vi melhores resultados. O leite é avaliado pela qualidade e quanto mais capricho no manejo do gado leiteiro e cuidado na hora da ordenha, o leite ganha pontos positivos e isso é um incentivo para continuarmos nesse mercado”, afirma o cooperado.

 

Na próxima edição da Revista Bom Jesus você confere toda a entrevista com a Família Bertussi.

 

 

 

 

 

 

Please reload