EL NIÑO: Mais chuvas na Região Sul nos próximos meses

O Grupo de Trabalho em Previsão Climática Sazonal (Gtpcs) do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (Mcti) divulgou a previsão sazonal para os meses de janeiro, fevereiro e março de 2016. Os dados apontam que o regime de chuvas brasileiro ainda será influenciado pelo fenômeno El Niño – as temperaturas do Oceano Pacífico chegaram a registrar valores até 4°C maiores que o normal no mês de novembro.

 

A previsão por consenso indica que, nos três próximos meses, há uma probabilidade maior de que o volume de chuvas seja abaixo da normal climatológica em grande parte das Regiões Norte e Nordeste. Os dados numéricos apontam em 50% a possibilidade de as precipitações serem abaixo do normal para o nordeste do Amazonas, Roraima, Amapá e o centro-norte do Pará e do Maranhão.

 

Na parte mais austral do País a situação é inversa. Segundo os dados comparados pelo Cgtps/Mcti, o sul do Mato Grosso do Sul, extremo Sul de São Paulo e toda a Região Sul têm probabilidade de 45% de ter mais chuvas que a média.

 

Já para a área que compreende o setor central do Amazonas, norte de Mato Grosso, Tocantins, norte de Goiás, centro-norte e oeste da Bahia, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte e os sertões da Paraíba e Pernambuco também têm previsão de terem um regime de chuvas abaixo do patamar histórico (40%). Nas outras regiões do País, a previsibilidade foi considerada incerta.

 

Nos três primeiros meses de 2016, a previsão por consenso indica maior probabilidade de temperaturas acima da média em quase todo o Brasil. Para a Região Sul, as temperaturas podem ocorrer em torno a acima dos valores normais. (Via Sistema Ocepar).

Fonte imagem: Esalq/USP-SP.

 

Please reload