Leite: Qualidade do leite também depende do manejo e alimentação do rebanho

06/04/2016

Em 2012 a cooperada Gertrut Tows retomou a atividade leiteira e desde abril de 2015 entrou na linha Leite da Cooperativa Bom Jesus. Moradora do Capão Bonito, interior da Lapa, a família também ajuda na atividade, mas é a cooperada a responsável pela administração da leiteria.

                   

Com uma produção de 700 litros de leite por dia e 33 animais em lactação, Gertrut comenta sobre a atividade que têm altos e baixos. “Quem começa a trabalhar com o leite tem que entender que os preços são estáveis. Muitos começam no ramo e na primeira crise ou dificuldade muda de atividade e abandona o leite. Não é por aí. Para trabalhar hoje com o leite tem que ter planejamento e ser cauteloso, saber onde investir”, alerta a cooperada.

 

A alimentação e o manejo são pontos que colaboram para a produção de leite com qualidade. Na propriedade o rebanho é alimentado quatro vezes ao dia, com silagem e ração. Também compõem a alimentação feno, sal mineral e pastagens. Além do leite a família trabalha com o cultivo de soja. “O leite é uma fonte de renda segura. Todo mês tem salário como todo dia tem trabalho e os bons resultados também dependem do manejo, de como trabalhamos na leiteria. Já na agricultura depende de muitos fatores e desde o plantio até a colheita há riscos na safra, e só no final é que sabemos quanto vamos ganhar ou perder com a lavoura”, destaca a cooperada.

 

 

 

Linha Leite

Gertrut Tows é uma das associadas da Cooperativa Agroindustrial Bom Jesus, que em 2015 atingiu a marca de 24 milhões de litros de leite coletados na região sudeste do Paraná, nos municípios de Palmeira, Lapa, Paulo Frontin, São Mateus do Sul, Rebouças e Mallet, onde os entrepostos desenvolvem o trabalho da Linha Leite.

 

Leite Região Sul

Pela primeira vez, desde que o IBGE disponibiliza sua série de dados, a região Sul foi a maior produtora de leite do país, com 12,2 bilhões de litros produzidos, o equivalente a 34,7% do total. Segundo dados da Pesquisa Pecuária Municipal do IBGE, a produção de leite do Brasil cresceu 2,7% em 2014, chegando a 35,2 bilhões de litros produzidos.

 

 

Rações FIBRA

A Fábrica de Rações inaugurada em fevereiro deste ano tem suas atividades voltadas exclusivamente para a produção de rações para linha de bovinos de leite, bovinos de corte, equinos, suínos, ovinos, caprinos, aves e coelhos.

 

Para os produtores de leite é possível a compra do produto em granel e também a linha de rações premium, que oferece um alimento em níveis nutricionais superiores, são mais saborosos, a qualidade e o controle dos ingredientes são mais rigorosos e também podem apresentar variações nos ingredientes, onde muitos deles são de origem vegetal.


Você produtor que gostaria de adquirir as Rações FIBRA entre em contato com o entreposto mais próximo de sua residência.

 

 

 

 

Please reload