Pesquisador da Embrapa realiza treinamento sobre a cevada na Cooperativa

01/06/2016

 

 

No dia 27 de maio, no Centro de Treinamentos na Lapa, técnicos e agrônomos da Cooperativa Bom Jesus tiveram um treinamento sobre a cultura de cevada com Dr. Euclydes Minella, pesquisador da Embrapa – RS.

 

Foram destacados vários pontos da cultura e um dos mais pautados foi sobre o clima. Para Minella “é muito importante à questão, pois atinge a todos envolvidos na cultura da cevada. O ponto de vista do produtor não é diferente do pesquisador, nós temos que levar em consideração as informações e o clima é o principal componente de produção de qualquer cultura em qualquer país. O que já sabemos em nível de Brasil, e de maneira geral, os anos com prenuncio de ‘La Niña’ são mais favoráveis à cultura de inverno, principalmente a cevada, do que em anos com mais chuvas como é o caso do ‘El Niño’, que aconteceu o ano passado e foi um desastre no inverno, mas uma solução para o verão, ou seja, água em abundância”. A cultura de inverno se mostrou muito sensível no ano passado, com chuvas abundantes, e Minella explica como pode se comportar no neste inverno. “Os cereais de inverno em geral consomem pouca água, mas não podem sofrer falta. Dessa maneira então temos um ano de neutralidade ou puxando pra ‘La Niña’, já é um bom indicativo que será um ano propício. A tendência da ‘La Niña’ é ter pouca precipitação, normalmente o que acontece, então se a gente considerar que com a ‘La Niña’ é mais favorável do que em outros anos em geral para cevada, a gente pode pensar nesse ano em fazer uma lavoura com investimento ou todo investimento que a cultura pode responder, pois se eu sei que é ano de ‘El Niño’, é sinal de colocar o pé no freio, pois o clima é o divisor de águas para qualquer cultura, e para a cevada cervejeira que precisa de uma semente viva para poder ser industrializada como cerveja, certamente o ano mais seco é mais propicio principalmente se for no período maturação colheita”, completa o pesquisador.

 

Minella elogiou a semente BRS Sampa que será comercializada pela Cooperativa Bom Jesus para o plantio do cereal. Para ele “certamente é um material genético que mostrou muita qualidade. Já temos dois anos de testes com resultados muito bons, apesar de anos completamente diferentes, ou seja, ela teve um ano consideravelmente normal na qual agradou os produtores, e também em um ano que teve muita chuva e que qualquer outra variedade também teria problemas. Mas na avaliação de dois anos, tanto de ensaio quanto de lavoura, tem um material certo para começar a produzir cevada na região novamente. Em cima disso é bom dizer que a empresa que está interessada nessa cevada certamente tem avaliado bem a qualidade, pois caso não estive boa não daria aval para iniciar os plantios. Certamente a Bom Jesus contou com sorte por ter disponível no mercado, e pela a Embrapa, um material que vem suprir seu projeto”, afirma.

 

Outro ponto discutido é em relação ao plantio de verão. A soja é o carro-chefe dos produtores numa maneira geral e Minella explica como a cultura pode se comportar para o plantio da oleaginosa. “A cevada é uma excelente alternativa para o inverno, comparado a outras culturas, mesmo cada uma tendo seu papel. A cevada tem particularidades em relação às outras culturas e em geral ela permite que o plantio da soja seja feita antes do que culturas como trigo ou aveia. Já na questão da época de semeadura da soja é muito importante, com o que temos observado, tanto em nível de produtor quanto de pesquisa, que uma soja semeada depois da cevada em geral rende mais do que plantada em cima de trigo. Isso é importante e devido a dois fatos: ter um ganho de 10 dias, com isso plantando antes, e que o sistema radicular da cevada elimina muita superfície do solo (um termo que o agricultor usa é ‘afofar o solo’ para o plantio da soja) e isso dentro do sistema de preservação de palhada e que já vem sendo feito com o plantio direto. Esse aspecto de mexer com o solo via raiz no seu conjunto ajuda muito a cultura de verão que é nosso carro chefe” finaliza o pesquisador.

 

Caso você tenha interesse do plantio de cevada e deseja receber mais informações sobre a cultura, entre em contato com a Cooperativa Bom Jesus mais próxima e tire suas dúvidas.

 

Saiba mais

Euclydes Minella possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria (1974), mestrado em Agronomy - University of California (1979) e PhD In Plant Breeding - Cornell University (1989). Atualmente é pesquisador A da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Melhoramento Vegetal, atuando principalmente nos seguintes temas: cevada, trigo, genética, melhoramento, cultivares, adaptação, produtividade, qualidade industrial, resistência a doenças, tolerância a estresses abióticos. (fonte: Embrapa)

Please reload