Vazio sanitário da soja termina no Paraná

15/09/2016

O período do vazio sanitário da soja terminou na quinta-feira (15/09) nos estados do Paraná, no Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rondônia, algumas regiões do Maranhão e algumas regiões do Pará. A partir de 16 de setembro, os sojicultores dessas regiões estão autorizados a iniciar o plantio de soja da safra 2016/2017.

 

A próxima safra de soja do Brasil, a segunda maior do mundo, deve chegar a 101 milhões de toneladas. A informação oficial é do último relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (Usda), divulgado em 12 de setembro, sobre as estimativas das safras 2016/2017 de soja nos Estados Unidos e no Brasil, e também as estimativas quase consolidadas para temporada 2015/16.

 

 

Vazio sanitário da soja

O vazio sanitário da soja é um período entre 60 e 90 dias que proíbe o cultivo da oleaginosa em 12 estados brasileiros e no Distrito Federal, com o propósito de combater a ferrugem asiática, a pior doença que atinge a cultura.

 

Durante o período do vazio sanitário, os produtores, além de não cultivarem o grão, devem eliminar a soja voluntária, tiguera ou guaxa, plantas originárias dos grãos caídos durante a colheita. Os sojicultores que não respeitam o vazio sanitário podem ser autuados ou multados pelas autoridades estaduais.

 

Cada estado brasileiro tem um período de vazio sanitário diferente. Os primeiros a adotarem são Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná, de 15 de junho a 15 de setembro. 

 

Please reload