Leite: Sistema de instalação melhora índices produtivos

07/11/2016

Os irmãos Henrique e Leandro Steklain há três anos iniciaram a atividade leiteira em Capão Bonito, interior da Lapa. Com a ordenha de 33 animais, a produção média diária gira em torno de 840 litros de leite. “Quando crianças nós já ajudávamos nossos pais na leiteria, porém a família desistiu do negócio e resolvemos retomar o trabalho”, comenta Henrique. O sistema de produção utilizado na propriedade é o Compost Barn.

 

O sistema de instalação Compost Barn visa reduzir custos de implantação e manutenção, melhorar índices produtivos e sanitários dos rebanhos e possibilitar o uso correto de dejetos orgânicos (fezes e urina) provenientes da atividade leiteira. Consiste em um grande espaço físico coberto para descanso das vacas. A área é revestida com serragem, sobras de corte de madeira e esterco compostado.

 

De acordo com estudos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, o principal objetivo do Compost Barn é garantir aos animais conforto e um local seco para ficarem durante o ano e a compostagem do material da cama. O Compost Barn pode oferecer aos pequenos e médios produtores uma alternativa para elevar a produtividade, além de possibilitar maior conforto e higiene para o rebanho, contribuir para a redução de problemas de perna e casco e diminuir a contagem de células somáticas (CCS). “Nós melhorarmos a produtividade e controle da qualidade do leite adotando esse sistema, pois tínhamos problemas com mastite em alguns animais principalmente na época de chuvas, e após adotarmos esse sistema os casos diminuíram bastante e o índice da doença na propriedade praticamente ficou nulo”, explica Leandro.

 

O sistema cooperativista é um dos fatores que possibilita que produtores de leite de diferentes tamanhos se tornem altamente competitivos. Os produtores que entregam o produto para a Cooperativa Bom Jesus são moradores da região da Lapa, São Mateus do Sul, Palmeira, Paulo Frontin, Mallet e Rebouças. Em 2015 foram captados nas cidades onde a Bom Jesus fomenta a produção leiteira mais de 24 milhões de litros de leite. Para aqueles que desejam iniciar nesse ramo os Steklain orientam a conhecer uma propriedade leiteira para ver o funcionamento e trabalho. “O serviço é diário e sempre tem que aprimorar o manejo com o gado leiteiro para obter uma boa sanidade animal e qualidade do leite”, diz Henrique.

 

 

 

 

Please reload