Soja: USDA aumenta estima para safra recorde no Brasil e produtor está confiante

01/12/2016

 

O produtor Paulo João Byczkovski é cooperado da Bom Jesus desde que a cooperativa iniciou suas atividades no município de Rebouças. Morador da localidade de Marmeleiro de Cima, ele cultivou 150 alqueires de soja para a próxima safra, junto com os filhos Marcio e André, que também são cooperados. "Por enquanto a safra está indo bem, há anos não tivemos perdas na safra e acredito que como fizemos o plantio e manejo bem adequados a expectativa para a lavoura é ótima. Desde 1998 iniciamos o trabalho dessa cultura na propriedade, antes trabalhávamos com feijão, batata e milho", diz Paulo.

 

Para uma safra recorde a produtividade acompanha os trabalhos no campo. Para obter boas produtividade é preciso investimentos desde o momento do plantio e as novas tecnologias favorecem o bom desempenho das lavouras. "Com o tempo o agricultor vai se adaptando e modernizando sua forma de trabalhar, mas antes é preciso conhecer as novas tecnologias antes de iniciar as atividades no campo, para não se aventurar sem conhecimento e ter prejuízos lá na frente. Se é preciso mudar que o homem do campo vá aos poucos, não de uma vez só. Eu trabalho desdes criança na agricultura, então já vi muitas mudanças acontecerem na parte de novas tecnologias e pretendo ver muito ainda", finaliza o cooperado.

 

 

Soja safra 2016/2017: Último relatório do USDA aumenta estima safra recorde no Brasil

O Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) elevou em novembro a sua previsão de safra de soja 2016/2017 do Brasil para um recorde de 102 milhões de toneladas. Se confirmada, a produção da temporada atual, que está sendo plantada, teria uma recuperação expressiva comparada com a safra passada, quando o Brasil colheu 96,5 milhões de toneladas, segundo o USDA. No mundo inteiro a estimativa de produção chega a 336,09 de toneladas.

 

Já a exportação de soja do Brasil, o maior exportador global, foi prevista em 58,4 milhões de toneladas, estável ante o levantamento de setembro. Na safra passada, quando a seca afetou a produtividade das lavouras em importantes áreas produtoras do Brasil, o país exportou 54,38 milhões de toneladas, segundo o USDA. O relatório também informa sobre a safra de milho do Brasil 2016/17, que foi projetada em 83,5 milhões de toneladas, ante 82,5 milhões no levantamento de setembro.

 

 

Please reload