Produtores da Lapa participam de reunião sobre a Escarpa Devoniana

31/03/2017

 

Na última segunda-feira (27/03) o Sindicato Rural da Lapa realizou um reunião sobre a Escarpa Devoniana para produtores rurais que estão dentro dessa área. Cerca de trinta produtores participaram. O presidente da entidade Eliseu Francisco Cordeiro Weinhard, comentou que "o plano de manejo da Área de Proteção Ambiental da Escarva Devoniana - APA foi elaborado em 1992 e colocado em prática em 2004. Não foi feito por um conselho gestor e não ouviram as pessoas que desenvolvem atividades agropecuárias dentro dessa área. Estamos agora discutindo ações para que seja revisto esse plano e corrigido para que nossos agricultores e nem o meio ambiente sejam prejudicados." explica.

 

 

Escarpa Devoniana
O Paraná estado possui um conjunto de três planaltos e a Escarpa Devoniana, que está localizada entre a transição de relevo entre o primeiro e o segundo planalto, é chamada assim por causa das rochas de sustentação, que possuem idade devoniana, ou seja, 400 milhões de anos. Em 1992, toda a escarpa virou Área de Proteção Ambiental (APA). A Escarpa Devoniana constitui notável feição geomorfológica que delimita a leste os Campos Gerais do Paraná. Ela tem início no vale do rio Iguaçu, no sul do estado, entre os municípios de Lapa e Campo Largo e estende-se para além do rio Itararé, já no estado de São Paulo, a norte, até as proximidades do município de Itapeva.

 

Atualmente, o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza, reunindo unidades federais, estaduais e municipais, é regido por lei federal do ano de 2000. Nela ficou estabelecida a existência de duas categorias de unidades, ou seja, as de proteção integral, de caráter mais restritivo como é o caso dos parques, e as de uso sustentável, na qual se enquadram as APAs.

 

A Área de Proteção Ambiental (APA) da Escarpa Devoniana foi criada em 1992 e tem uma grande extensão da unidade, próxima a 400 mil hectares (a maior unidade de conservação estadual do Paraná), englobando parte dos territórios de 12 municípios. São eles: Sengés, Jaguariaíva, Piraí do Sul, Tibagi, Castro, Carambeí, Ponta Grossa, Campo Largo, Palmeira, Porto Amazonas, Balsa Nova e Lapa.

 

Para maiores informações sobre esse assunto, produtores podem entrar em contato pelo telefone: (41) 3622 1278, WhatsApp: (41) 98747-3176 e também pelo e-mail: sindicatoruraldelapa@hotmail.com.

 

 

Please reload