Presidente da Ocepar destaca o cooperativismo no estado do Paraná

25/12/2017

 

Durante a cerimônia de abertura do Encontro Estadual de Cooperativistas, realizado no dia 08 de dezembro em Curitiba, José Roberto Ricken, presidente do Sistema Ocepar, destacou que na história o cooperativismo paranaense tem trabalhado com foco no desenvolvimento das pessoas, das cooperativas e das comunidades, “sem paternalismo ou dependência e com organização econômica e social”, frisou. “O investimento nas pessoas sempre esteve presente na estratégia de fortalecimento das cooperativas do nosso Estado e do País. A formação de lideranças, o treinamento dos profissionais e os investimentos nas áreas técnicas e sociais têm merecido nossa atenção especial. O Sistema Ocepar, por meio de suas três entidades, Ocepar, Sescoop/PR e Fecoopar, realizou neste ano 8.324 eventos de capacitação e promoção social, com 192 mil participações, totalizando 107.619 horas-aula. Isso equivale dizer que, a cada hora útil durante o ano, há 51 turmas em sala de treinamento, ou, ainda, que em um ano nós estamos fazendo o equivalente a 51 anos de aula. Também temos 40 pós-graduações em andamento para 1.209 profissionais”, destacou.

 

De acordo com o dirigente, o cooperativismo, que hoje engloba mais de 1,5 milhão de cooperados, tem atraído cada vez mais gente. “Em 2017, 84 mil pessoas se associaram às cooperativas. Dessas, 76 mil aderiram às de crédito e 7 mil produtores rurais se integraram às agropecuárias, que são responsáveis por quase 60% da produção agropecuária em nosso Estado”.

 

Ricken disse ainda que a credibilidade do sistema cooperativo é construída com serviços e produtos de origem, qualidade e preços adequados aos mercados local, regional, estadual, nacional e internacional. “O resultado disso ficou comprovado em pesquisa recente realizada por empresa especializada, onde 97% dos consumidores paranaenses ouvidos reconhecem a qualidade e o preço justo nos produtos que oferecemos ao mercado”.

 

A contribuição das cooperativas no desenvolvimento das comunidades foi outro ponto abordado pelo dirigente. “É difícil imaginar o Paraná sem as cooperativas, pois, em mais de 120 municípios paranaenses, elas são as maiores empresas. É possível afirmar que, onde há um projeto viável de uma cooperativa, há mais emprego e renda. A diferença é que o resultado obtido permanece nas comunidades, é aplicado na origem, gerando milhares de oportunidades de negócios e investimentos. Além disso, as cooperativas do Paraná somam mais de R$ 2 bilhões de impostos recolhidos”.

 

Fonte: Paraná Cooperativo (paranacooperativo.com.br)

Please reload