Prestação de contas é aprovada pelas cooperativas do PR na AGO 2019 do Sistema Ocepar

Foi aprovada por unanimidade a prestação de contas do exercício de 2018 do Sistema Ocepar, realizada na tarde desta segunda-feira (01/04), em Curitiba, durante a Assembleia Geral Ordinária (AGO). O encontro ocorreu no auditório da entidade, com cerca de 130 participantes, entre os quais lideranças de 57 cooperativas paranaenses. A AGO foi ainda prestigiada pelo vice-governador do Paraná, Darci Piana, representando o governador Ratinho Junior; pelo superintendente do Sistema OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras), Renato Nobile, pelo presidente do Sistema Ocesp, Edivaldo Del Grande, pelo superintendente do Sebrae/PR, Vítor Tioqueta, e pelos ex-presidentes da Ocepar, Guntolf van Kaick, Wilson Thiesen e João Paulo Koslovski.

 

Resultados – Um vídeo foi exibido no evento com a síntese dos principais resultados obtidos pelo cooperativismo paranaense e das atividades executadas pelas três entidades que integram o Sistema Ocepar: Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado do Paraná (Ocepar), Federação e Organização das Cooperativas do Estado do Paraná (Fecoopar) e Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop/PR). No ano passado, as 215 cooperativas registradas no Sistema Ocepar, de sete diferentes ramos (agropecuário, crédito, saúde, infraestrutura, trabalho, consumo e transporte)registraram um crescimento de 18,9% no faturamento, atingindo a soma de R$ 83,5 bilhões. O número de cooperados aumentou 19,2% no exercício de 2018. Mais 300 pessoas aderiram movimento, que hoje abrange 1,8 milhão de cooperados. O setor emprega diretamente mais de 96 mil pessoas e as exportações atingiram no ano passado US$ 3,9 bilhões, valor 17,6% superior a 2017. Os investimentos alcançaram R$ 1,9 bilhão e o segmento recolheu R$ 2,1 bilhões em impostos. O cooperativismo de crédito detém R$ 43,8 bilhões em ativos e as cooperativas de saúde contabilizam 2 milhões de beneficiários. No ano passado, os investimentos em formação profissional e promoção social possibilitaram a realização de 8.898 eventos, com 251 mil participações em treinamentos do Sescoop/PR.

 

Destaques – O superintendente da Ocepar, Robson Mafioletti, destacou dois momentos importantes para a entidade vivenciados em 2018. Um deles foi a mobilização do cooperativismo paranaense durante a paralisação dos caminhoneiros, ocorrida em maio. Com o propósito de assegurar o abastecimento da população, a Ocepar e diversas cooperativas organizaram comboios com produtos alimentícios vindos do interior do Estado para Curitiba, com apoio da Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar e Defesa Civil. Além de instituir um comitê interno de gestão de crise, a entidade também participou ativamente das negociações com as representantes do movimento paredista, que envolveram o governo do Estado, a Defesa Civil, a Polícia Rodoviária Federal, entre outros.

 

Educação política – “Outra ação importante de 2018 foi o lançamento, em julho, do Programa de Educação Política, juntamente com o Paraná coop+10, com objetivo de conscientizar nosso público sobre o voto consciente e a eleição de parlamentares comprometidos com o cooperativismo. Elegemos 11 parlamentares paranaenses e que agora integram a Frente Parlamentar do Cooperativismo (Frencoop), em Brasília”, ressaltou Mafioletti.

 

Avanços – A atuação da Ocepar em defesa dos interesses das cooperativas paranaenses junto aos três poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário) e a diversos outros organismos propiciaram ainda outros avanços em 2018, entre os quais foram citados na AGO, principalmente a desoneração da folha de pagamento; a aprovação do Refis do Funrural na Câmara dos Deputados; a redução dos juros para o crédito rural; o aumento de linhas de financiamento para as cooperativas de saúde e a amplificação do Programa Paraná Competitivo, com a utilização de créditos para compra de caminhões e insumos.

 

2019 – Para 2019, as ações planejadas pela Ocepar incluem, no Legislativo, atuar junto à nova Frencoop, visando o acompanhamento e a aprovação de projetos de lei de interesse do cooperativismo. No Executivo Federal, propor políticas aplicáveis e programas de apoio ao setor. E, ainda junto ao Poder Público, as ações da organização incluem:

 

- Propor políticas públicas para os ramos do cooperativismo nas áreas de investimento, crédito, seguro, infraestrutura, saúde e transporte

- Firmar um termo de cooperação com o Ministério da Agricultura para criar um ambiente para discutir medidas nas áreas sanitária e registros de defensivos

- Atuar junto aos ministérios da Economia e Banco Central do Brasil, na defesa do crédito rural e das cooperativas do ramo crédito

- Apresentar propostas para o Plano Agrícola e Pecuário 2019/2020

- Acompanhar a regularização ambiental das propriedades rurais e atividades agroindustriais das cooperativas

- Propor medidas para a simplificação do licenciamento ambiental junto ao Instituto Água e Terra (IAT) e das vistorias do Corpo de Bombeiros

- Junto ao Governo do Paraná e à Assembleia Legislativa, mapear matérias de interesse das cooperativas e assessorar os parlamentares

- No cooperativismo nacional, participar de forma ativa das atividades da Organização das Cooperativas Brasileiras

- Participar com 100 delegados no XIV Congresso Brasileiro do Cooperativismo, em maio, em Brasília.

- Dar continuidade ao PCR100, o planejamento estratégico do cooperativismo paranaense.

- Realizar dois Fóruns de Presidentes, um dos quais, com capacitação e intercâmbio internacional.

- Ampliar a participação no G7, Sistema S, Sebrae e Federações.

- Atuar forte na área fiscal e tributária.

 

Programação – A programação da Assembleia contemplou, além da prestação de contas de 2018, a apresentação das Demonstrações Contábeis e a leitura dos pareceres dos Conselhos Fiscal e das Auditorias Interna e Externa. Os participantes aprovaram ainda as propostas orçamentárias e conheceram o Plano de Ação para 2019, por meio de outro vídeo exibido no evento.

 

(Fotos: Comunicação Sistema Ocepar)

 

 

 

 

Please reload